04 fevereiro, 2016

Metzengerstein de Edgar Allan Poe


Esse foi o primeiro conto publicado por Edgar Allan Poe, em Janeiro de 1.832 no Philadelphia´s Saturday Courier. Li o conto no original em inglês, e curiosamente ele não é encontrado na maioria das compilações de suas obras. 

De um lado Conde Guilherme de Berlifitzing, um velho enfermo, que nutre uma paixão imensa por cavalos e caça, e mesmo nos seus piores momentos nada o impede de usufruir desses prazeres. Do outro temos o Barão Frederico de Metzengerstein, um jovem de 18 anos que perdeu muito cedo os pais e se vê morando sozinho no palácio da família.

Após a morte dos pais Frederico herdou todos os bens deles, e 3 dias após tomar posse dos mesmos o autor nos conta que 

"a conduta do herdeiro se sobrepujou a do próprio Herodes e ultrapassou, de longe, as expectativas de seus admiradores mais entusiastas. Orgias vergonhosas, flagrantes perfídias, atrocidades inauditas deram logo a compreender a seus apavorados vassalos que nenhuma submissão servil de sua parte e nenhum escrúpulo de consciência da parte dele lhe poderia de ora em diante garantir a segurança contra as implacáveis garras daquele mesquinho Calígula."
(tradução livre)

Imagem - Reprodução/Wikipedia

Na quarta noite as estrebarias do castelo, do Conde Berlifitzing pegam fogo e todos acreditam que o culpado é o Barão Metzengerstein. Porém, nessa mesma noite ele está calmamente sentado em uma das inúmeras salas de seu castelo observando as tapeçarias. E algo lhe chama a atenção, a figura de um enorme cavalo em primeiro plano e logo atrás seu cavaleiro derrotado. De certa forma, aquela imagem parecia ter vida, e isso o deixa aturdido e ele sai correndo em busca de ar livre. No portão do palácio encontra 3 cavalariços procurando o dono de um cavalo misterioso. 

Imagem - Reprodução/Lindwrm

A partir daqui é com você leitor, decidir ou não descobrir que cavalo é esse e qual o papel dele no desenrolar da história. 

Sou fã de carteirinha de Edgar Allan Poe, então não espere parcialidade aqui. Eu já havia lido esse conto há alguns anos atrás, logo já sabia o desenrolar da história. Mas, mesmo sabendo disso, o conto conseguiu prender minha atenção do início ao fim. Foi como seu eu estivesse lendo uma história nova. E esse é o barato de um bom escritor, um conto de quase 200 anos, que continua surpreendo leitores.  

Metzengerstein não é um conto de terror propriamente dito, então se você é daqueles que não lê Poe por que tem medo, relaxa. Ele é mais uma história sobre loucura e obsessão, ou como uma coisa pode levar a outra. São apenas 7 páginas (na edição que li), de uma leitura fluida e envolvente. Porém, como é uma história escrita há quase 2 séculos, a linguagem é um pouco diferente da que usamos atualmente, mas não se assuste, pois é não é nada complicado. 

Imagem - Reprodução/Hornbakelibrary

Fica a dica de uma excelente leitura e talvez um início pra quem ainda não conhece o meu amado Poe.

Esse post faz parte do Desafio 12 Meses de Poe criado pela Anna Costa.

18 comentários:

  1. Amiga eu nunca li nada do autor e sinceramente tenho que confessar que esse não faz muito meu genero de leitura sabe? Mas não deixa de ser uma trama interessante. Eu até que gostei de tudo que você abordou, mas não me chamou atenção sabe? Mas fiquei curiosa sobre o cavalo ai. Me parece ser uma obra que te prende e é envolvente e pelo jeito que é fan já vi que vou ver muitas resenhas do autor Edgar por aqui rs

    Mas muito legal miga. Dá uma diferenciada do que já conhecemos
    e é sempre bom a gente conhecer novos autores.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-falsiane.html

    ResponderExcluir
  2. Eu já li exatamente 11 contos do autor, mas gostei apenas de três deles: O Retrato Oval, O Gato Preto e O Coração Denunciador. Não me senti atraída pela leitura de Metzengerstein, mas adorei sua resenha e estou adorando acompanhar o projeto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Nunca li nada do Poe, porque, simplesmente, não consigo ler, não consigo me adaptar a escrita dele e seus textos :(
    Gostei muito da sua opinião do conto e acho uma leitura muito válida para aqueles que conseguem fazê-lo - juro que tenho inveja disso.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu tenho visto muito o nome do autor ultimamente e tenho ficado curiosa com a escrita dele. Nunca li, justamente por ter medo, mas como você falou que não é tão terror assim já me deixa mais tranquila. Eu tenho uma enorme curiosidade com esse conto (não sei nem falar o nome dele kkk) essa história do cavalo e tal, acho que se eu ler eu vou gostar

    ResponderExcluir
  5. Li bastante sobre este conto estes mês de janeiro, devido ao Desafio/projeto. Gosto e alguns escritos de Poe, especialmente os que trazem maior detalhamento psicológico. Sou muito fã de terror também. Irei acompanhar o desafio ao longo do ano, pois tem alguns contos da lista que não conheço. o texto ficou 10! Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? :)
    Nunca li nada do autor, na verdade nem conhecia, mas como vc falou tão bem eu fiquei curiosa. Além disso o conto em si interessou-me.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Sabe que com estas imagens você me deixou com mais medo do que com seu texto. Rindo.... E o trecho que você colocou do conto me mostra que ele tinha uma escrita altamente intelectual, até porque com tanto tempo passado só poderia ser assim mesmo. Mas mesmo você dizendo que não é de terror, fiquei com medo.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, adorei a dica principalmente porque parece uma boa para começar a ler as obras do Poe, eu nunca li nada do autor mas morro de vontade de conhecer sua escrita e seus contos. Esse em especial parece muito bom e com certeza já quero!

    Beijos

    www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Eu nunca li nada do Edgar, mas depois de ver que ele teve influência para um personagem de uma série que eu gosto muito, fiquei curiosa para conhecer suas obras. Já tinha visto algumas resenhas desse conto antes, e estou curiosa desde que li a primeira delas...haha' Parece mesmo ser surpreendente.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Adorei seu post! Confesso que quando li esse conto, fiquei com gostinho de quero mais.. daria uma história sensacional!! Mas Poe é Poe né ... rsrsrs Não tem muito o que se discutir rsrsrs

    Um bj
    Keyla - http://blogleituraterapia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Nel!

    Adorei a sua dica de leitura, realmente me parece ser um livro e tanto. Nunca li nada do Poe, na verdade nem o conhecia (momento vergonha hahahahahah). Adorei conhecê-lo aqui. Já vou correndo caçar mais informações sobre ele.

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  12. Oii, tudo bem?

    Eu estou participando do projeto #12MesesdePoe, mas não consegui ler o conto mês passado e vou fazer esse mês. Estou bem curiosa, pois ainda não li nada do autor, mas tenho bastante vontade de conhecer. Fico feliz de saber que mesmo você já tendo lido, ele ainda consegue te surpreender. Parece uma história bem intrigante, e gosto de saber que é uma história sobre loucura e obsessão.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada do Poe, mas tenho muita vonatde de ler. Eu queria saber inglês para poder ler no idioma original, porque muitas traduções que são feitas perdem muito a essência da obra, e isso faz com que pareça que estamos lendo um livro completamente diferente daquele. Vou dar uma procurada em uma boa tradução e irei começar a ler algo dele. ;)

    Beijos!

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Sempre que eu vejo uma de suas postagens sobre o Poe fico empolgada e pensando que preciso conhecer o trabalho do autor. Depois lembro que não é muito meu estilo e fico na maior dúvida...
    Saber que esse é mais sobre loucura e obsessão do que de terror me deixa mais aliviada e pensando que esse conto seria ideal para começar :)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  15. Já ouvi falar muito do Edgar Allan Poe, mas não leria, ele não faz meu estilo, gosto de coisas atuais e muito romance, quanto mais clichê mais me encanto.

    Blog
    Blog Miih e o Mundo Literário

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Conheci E.A. Poe a pouco tempo e isso é bem triste. Mais triste ainda é não ter lido nada dele. Tenho bastante curiosidade e leria qualquer coisa dele só para conhecer.

    ResponderExcluir
  17. Oi! tudo bom?

    Eu amo Poe. Eu li o livro "Contos de Imaginação e Mistério" e amei cada um deles. Quero mesmo ler esse conto, afinal, foi o primeiro do rei do terror, haha. Ainda bem que você gostou.

    Beijos,
    www.falandoemlivros.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Nel,
    Uma das meninas do blog também está participando e amando o desafio.
    Eu reconheço que Poe seja um mestre, mas não sou fã desse tipo de leitura.
    Sou do tipo "florzinha" que adora livros com bastante romance e drama...
    Espero que o desafio seja bem gratificante para você.
    bjs
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir