28 fevereiro, 2016

Êxodo - A Saga do Ouro Azul de Clóvis M. Fajardo

Livro - Êxodo - A Saga do Ouro Azul
Autor - Clóvis M. Fajardo
Editora - Autografia

A água é um recurso natural renovável, porém devido ao mau uso dela, isso pode se reverter. Na realidade, nos últimos anos isso tem se tornado algo quase palpável em alguns lugares onde antes ela era abundante. 

Esse livro nos traz essa possibilidade de uma maneira bem realista.

O ano é 2065. E após um apagão geral, se iniciou o êxodo urbano que desencadeou a Guerra Azul, onde a água é um recurso raro e extremamente valioso. Não existem ricos, pobres, homens, mulheres ou crianças. Existem sobreviventes, que lutam diariamente na tentativa de conseguir um pouco do Ouro Azul, a água. 

São oito contos, passados entre a capital de São Paulo e o litoral do estado. Neles conhecemos diversas personagens, cada qual com sua busca pessoal. Além da procura incessante pela água, cada um deles tem seus próprios demônios pessoais como os quais devem lidar enquanto a seca indelével os aplaca. São contos curtos, mas mesmo assim o autor consegue desenvolver bem a personalidade de cada um deles, sendo possível se envolver nessa busca juntamente com as personagens. Alguns contos são interligados, outros não, alguns narrados em 1ª pessoa outros em 3ª, o que na minha opinião trouxe uma riqueza narrativa maior ao texto.   

Eu cheguei a esse livro através do próprio autor. Não o conhecia, mas achei interessante a premissa dele. Ficção é algo que me atrai e muito, e o fato de mesclar um assunto tão assustador quanto possível, me deixou muito curiosa com a leitura. A narrativa me prendeu da primeira a última página. A escrita do autor é bem fluida e envolvente, fazendo com que a leitura fosse agradável no decorrer de todo o texto. 

Um ponto, que eu não sabia e que me chamou muito a atenção, foi o fato de ter uma "pegada" religiosa nele. Não gosto desse tipo de leitura, mas com esse livro foi diferente. Apesar de citar alguns versículos bíblicos, e de uma maneira ou outra todas as personagens terem algum tipo de ligação com Deus na história, isso é contado de uma maneira muito singular. Não existe um apelo religioso, é apenas uma história na qual esse tema é tratado. Acredito que pessoas que tenham uma crença religiosa, terão uma visão diferente da minha, e provavelmente gostarão muito disso. Porém se você é como eu, que não segue nenhuma religião ou mesmo que não crê em nada, a leitura do livro ainda assim é muito prazerosa e extremamente interessante. 

Quanto a parte gráfica, a capa de Guilherme Peres é simples mas fantástica, adorei a cidade ao fundo vista através da água. Pra quem gosta de orelhas, aqui tem, as páginas são brancas, mas como é um livro curto isso não o influencia negativamente. Existem alguns poucos erros de revisão, mas nada que uma segunda edição não resolvam. 

Sem dúvidas, foi uma leitura excelente. Mais que recomendo esse livro pra todos os públicos. Só espero que a história fique apenas na ficção. 

Adquira o livro em: Livraria Cultura | Editora Autografia

27 comentários:

  1. Hello!
    Já ouvi falar do Fajardo, mas nunca li nada dele. Interessante conhecer este livro através dos seus olhos. Gostei bastante, e claro, o tema está muito em voga. É uma boa ler um livro que desperte um pouco a consciência sobre a falta de água e sobre o que isso pode acarretar.
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Ola tudo bem?
    Primeira vez aqui no blog =)

    É sempre bom ler esses livros que nos fazem pensar, ainda mais com algo que pode se tornar realidade se as coisas continuarem como estão. Não conhecia o livro mas me chamou atenção a premissa, vou dar uma conferida.


    Bjos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?
    Eu já ouvi muito falar deste livro, até então nunca tinha lido nenhuma resenha e posso dizer que me interessei, pode ser um pouco diferente do que costumo ler. Mas, leria com toda certeza.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Eu já conhecia o livro mas ainda não li, acho a trama muito interessante pelas suas impressões eu acredito que gostaria bastante do livro, eu já tinha uma ideia do toque religioso na obra e isso não me incomoda, agora eu fiquei curiosa para fazer a leitura

    ResponderExcluir
  5. Esse é um livro bem legal, e parece ter bastantes ensinamentos para levar pela vida. Vou ler e se eu gostar e for realmente como você descreveu, eu levarei para meus alunos, para além de incentivar meus alunos a lerem, mas também a conscientização que o livro deixa.
    https://nerdbookblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. deve ser interessante pela crítica que carrega, mas ainda assim não consegui me empolgar pra fazer a leitura... pelas passagens biblicas, se for algo que não possui apelo doutrinador, não me incomodaria...

    ResponderExcluir
  7. Amiga olha já faz um bom tempo que não leio contos sabe?
    Eu até tenho alguns livros, mas ainda nem iniciei a minha leitura, mas mesmo
    assim fiquei bastante impressionada com sua resenha e gostei de tudo que tu abordou sobre
    a obra. Me parece ser muito bom, ainda mais quando se envolve várias estórias, mas eu não sei se eu leria agora sabe? Acho que um livro tem uma hora certa e um momento certo para ser lido e assim que tiver no meu com certeza vou querer conhecer.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-paixao-de-primavera.html

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não conhecia o livro nem o autor, mas me parece uma obra bastante interessante. De certa forma, mostra nossa realidade atual. A crise hídrica ainda é uma realidade e como você mesma disse: ''Só espero que a história fique apenas na ficção.''
    Apesar de não ter me atraído tanto, é um livro que eu leria. Adoro contos.
    Abraços!
    http://blogladoescuro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Achei bem interessante esse livro de contos falando sobre a escassez da água, que foi um assunto muito falado no último ano, já que sofremos uma seca terrível. É um assunto super valido e que deve ser explorado. Achei legal a parte que vc falou sobre versículos da bíblia e ligação dos personagens com Deus, acho que eu gostaria muito de ler este livro.
    Adorei muito a resenha!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Já tinha visto a capa desse livro, mas não sabia sobre o que tratava.
    Achei bacana o tema central dele, pois a escassez de algo é algo muito presente em nossa vida ultimamente. Aliás, é algo que ninguém esperava, não é mesmo?
    Acho que foi legal o autor ter posto alguns versículos da bíblia. Gosto de encontrar isso em livros.
    Adorei sua resenha e fiquei curiosa com a leitura.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ainda não conhecia o livro e estava lendo a sua resenha bem empolgada até ver que ele tem uma pegada religiosa e eu detesto livros assim, que usam o fio condutor da trama para passar alguma doutrina ou fundamento religioso. Para você foi sutil, mas realmente, não me interessei em função disso.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, ainda não conhecia o livro, mas ele despertou a minha curiosidade. Parece ser bem interessante e possui um tema bem importante.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiee ^^
    Que a história fique apenas na ficção *-* mas do jeito que as coisas andam, duvido que isso não aconteça em algumas décadas ou séculos, isso se o planeta sobreviver *-*
    Ainda não conhecia esse livro, mas não curto muito ler contos, então não fiquei muito curiosa para lê-lo. Fico feliz que você tenha gostado do livro, mas eu também não gosto de livros que tem um quê de religião no meio *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Vejo um 'quê' de realidade nessa história, mas ainda acho que o problema da água chegará mais cedo do que 2065. Fiquei curiosa para ler esse livro.

    Beijos, Thay Rocha
    www.leitoranamoda.wordpress.com

    ResponderExcluir
  15. Olá... tudo bem??
    Não curto livros de contos, mas devo confessar que esse me pareceu bem interessante por todo conteúdo apresentado em sua resenha... achei bem legal... contos que podem ficar intercalados e outros não, mas que pode ser uma junção muito agradável... sua resenha empolgante me contagiou e falar sobre água que a cada dia fica mais escassa é uma tema bem interessante... Xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ooi!
    O assunto do livro parece ser bem interessante, não só por tratar sobre um acontecimento que até mesmo marca a história, que é toda a crise de água, etc, mas também por mostrar que buscando a Deus encontramos consolo e amor.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi,
    Muito bom saber que a história tem uma pegada religiosa e mesmo você não gostando desse gênero, não se importou e até gostou. Eu amo livro nesse gênero, sempre procuro conhecer.
    Gostei de saber o que o livro aborda, eu trabalho em uma ONG e nos preocupamos com o reflorestamento. Devemos cada vez mais nos preocupar com a água, cuidar mais da natureza.
    Parabéns pela resenha, vou anotar a dica.

    ResponderExcluir
  18. Eu já tinha lido uma resenha bem positiva do livro, e que me deixou empolgada para uma leitura. Pelo visto vale mesmo investir na leitura.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  19. Oi
    Tudo bom?
    Ainda não conhecia esse livro, mas me deixou bem curiosa!
    Apesar de já estar bem cansada desses cenários futuristicos...
    Gostei do que vc falou sobre o livro e talvez me arrisque na leitura, gostei da sua resenha!
    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu ainda não tinha visto nada a respeito dessa obra, logo eu não conhecia o autor da obra! mas achei o enredo muito bacana, espero ter a oportunidade de ler a obra algum dia, então vou anotar a sua dica para compras futuras, adorei a sua resenha. Até mais vê
    Abçs

    ResponderExcluir
  21. Oii,

    Nossa essa história parece ser bem intensa ou é impressão minha?? Gostei do tema abordado, que é totalmente real, e também de como foi criado um história em cima disso. Fiquei bem interessada, pois não conhecia o autor e nem o livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. O assunto é mesmo assustador, ainda mais com a situação que enfrentamos há algum tempo em São Paulo, com água faltando num dia e no outro também... um caos... agora melhorou, pelo menos na minha casa não faltou mais água. Mas não quer dizer que esteja tudo tranquilo e resolvido. Apesar do tema tão real, não me interessei. Primeiro, porque não gosto de ler contos, e segundo, pela pegada religiosa.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  23. Olá, boa noite, tudo bem?
    Nunca li esse livro, nem ouvi falar, mas já estou com vontade e curiosa, e olha que isso realmente pode acontecer, do jeito que O BRASIL teve problemas com falta de água, não dúvido nada... e o título já fala tudo Ouro Azul, daqui a pouco a água ficará mais cara que o ouro, quem tiver piscina em casa serão só os milionários... Amei a resenha e o livro... Beijos
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?
    Não conhecia a obra, mas achei bem interessante. O mais assustador é que isso pode acontecer, com tanta falta de água em alguns lugares e se a gente não fizer nada para melhorar isso pode realmente acontecer.
    Gosto de contos, ainda bem que a pegada religiosa não é tão grande, porque não gosto de livros assim.
    Anotei a dica.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  25. EEEEEI, AMEI ESSA FOTO COM COPO DE MOLOKO HAHAHAHAHA
    Sobre o livro, já conhecia, e sua resenha me lembrou que preciso anotar pra não acabar esquecendo de novo HAHAH
    Também não tenho nenhuma crença religiosa, ainda bem que não há tanto apelo na trama, então dá pra aproveitar sem revirar muito os olhos HAHAHAHA
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Oi
    Tudo bom?
    Não gostei muito da sinopse...
    Mas essa capa tá irresistível!
    Que bom que vc gostou!
    Bjos

    ResponderExcluir
  27. Não conhecia o livro, mas gostei bastante da premissa...
    Que por sinal não está assim tão longe da nossa realidade como você bem falou.
    O fato da história ser retratada em contos me desanimou um pouco, o fato deles estarem interligados ou não me desanimou ainda mais. Não sou muito fã de livros de contos, gosto de lê-los soltos como uma leitura rápida e sem delongas. Acredito que não leria, mas fico feliz que tenha lhe agradado tanto.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir