30 julho, 2015

Parceria com a Editora Deuses

E o Profissão: Leitora agora também é parceiro da Editora Deuses. Bora conhecer um pouquinho sobre eles. 
A Editora Deuses surgiu em 2012 com a certeza que será uma das grandes líderes editorias do Brasil e logo será altamente renomeada em todo o mundo.
Visamos fazer da Editora Deuses um exemplo, não apenas de empresa, mas, de vida.
Não trabalha apenas com livros de literatura em geral, mas com HQ também.
Nos chamamos Editora Deuses porque nossos escritores são os deuses da escrita e lutaremos, a cada obra, por um mundo mais cordial, humanitário, moral e digno. Sonhamos com o dia em que as diferenças sociais não sejam mais motivos de guerra e sim laços de admiração, compreensão e amor. Afinal, livros salvam vidas e levam esperanças e sonhos aos que perderam, tornando a vida de centenas de milhões uma existência mais agradável. E assim contribuímos para que o mundo amanhã seja melhor do que o mundo de hoje!
Um conselho que deixamos para todas as pessoas é que nunca desistam dos seus sonhos! Lembrem-se que não nascemos para viver uma existência sem razão, e se sonhamos, então é possível realizar, basta não desistirmos! Amem, permitam ser amados, felizes, realizem sonhos e concretizem objetivos.
Sabemos que na vida vêm os não, entretanto, não se feche para um sim que o aguarda se você persistir! Se disserem que você escreve mal: aprimore! Se disserem que sua história é pobre: melhore-a! Apenas continue, mesmo em meio à tristeza, mesmo em meio à depressão, dificuldades ou dúvidas.
Escritores históricos um dia começaram a colocar no papel seus pensamentos e hoje são referências. Amanhã as referências também serão os deuses da escrita, que terão obras por todo o mundo.
A Editora Deuses entrou para a história e os que leem as nossas obras ou passarem a ler, terão a honra de viver parte disso, pois os deuses da escrita já são história, marcando a partir de então a humanidade com as melhores obras literárias do mundo e para sempre.

Essas são algumas das obras publicadas pela editora. 

Alguns dos livros da editora
Acessem o site e conheçam muito outros títulos.
Muito feliz com mais essa parceria e se preparem que vem muita coisa boa pela frente.
;D

29 julho, 2015

Divulgação DarkSide Books

Fantasia, terror, suspense e livros de excelente qualidade é o que a DarkSide Books vai trazer nos próximos lançamentos. Preparem-se!

Social Killers - Amigos Virtuais, Assassinos Reais

Você realmente conhece todas aquelas pessoas listadas como seus amigos? Se o velho ditado “quem vê cara não vê coração” for mesmo verdade, o que se pode dizer sobre todos aqueles avatares sorridentes que você adicionou? A realidade, ainda que virtual, pode ser bem mais assustadora que a ficção. Enquanto um vampiro precisaria ser convidado para entrar, um psicopata on-line não vai perder a oportunidade de entrar quando encontra janelas abertas. Cuidado com o que você curte. Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um livro assustadoramente verdadeiro. Os autores, reúnem alguns dos casos mais angustiantes de criminosos que usaram as redes sociais para se aproximar de suas vítimas. E ainda ensinam dicas de segurança. O livro é um alerta para todos nós, que passamos tanto tempo conectados. 

Imagem retirada da Amazon
JJ Slate nasceu em Massachusetts e sempre foi fascinada por histórias de crimes reais. Seu primeiro livro sobre o tema, Missing Wives, Missing Lives (2014), compila casos reais de esposas desaparecidas. Social Killers, escrito com RJ Parker, destaca casos de assassinos que utilizaram as redes sociais para localizar e atrair suas vítimas.

Imagem retirada da Amazon
RJ Parker é formado pelo Canadian Institute of Management. Autor premiado e best-seller de livros sobre crimes reais, especialista em serial killers. Já escreveu 15 livros sobre o assunto, publicados em mais de 80 países. Sua editora, a RJ Parker Publishing, Inc., publica diversos autores e livros sobre o tema.


Trilogia The Game - Volume 1 

É só um jogo. Isso é o que pensa Henrik “HP” Peterson, protagonista da Trilogia The Game, ao aceitar um convite anônimo, via celular, para participar de missões inusitadas pelas ruas de Estocolmo. Mas a cada tarefa cumprida, e devidamente compartilhada na rede, ele tem a sensação de que a brincadeira está ficando séria demais. Será paranoia? Ou será que HP está realmente caindo numa poderosa rede de intrigas, com conexões que poderiam chegar aos responsáveis pelo assassinato do primeiro ministro sueco em 1986 ou até mesmo aos ataques do 11 de setembro? Quem afinal está por trás desse JOGO? Você tem coragem de investigar? Fenômeno em diversos países, o livro é surpreendente, divertido e assustador na medida certa. Um thriller dos tempos de hoje, onde tudo o que acontece numa tela touchscreen já não pode mais ser considerado virtual.

Anders de la Motte foi oficial de polícia e diretor de segurança de uma das maiores companhias de TI do planeta. E, assim como fez Stieg Larsson com sua trilogia Millenium, está trazendo de volta a atenção do mundo para a tradicional literatura da Suécia. Ele escreve em ritmo acelerado, misturando humor, suspense e comentários sobre informática e mídias sociais. Seu texto é selvagem e repleto de referências à cultura pop. 

Warriors - Os Selvagens da Noite

No livro, os guerreiros em questão são membros dos Dominators de Coney Island, acusados, injustamente, pelo assassinato do líder que tentava unificar as gangues. Jurados de morte, os Dominators não têm outra alternativa além de fugir, atravessando territórios inimigos sem nunca saber em que beco sombrio a Morte se esconde. Inspirado nos então chamados delinquentes juvenis que Sol Yurick conheceu de perto ao trabalhar como assistente social, os personagens são anti-heróis de carne e osso, capazes de atos de bravura e covardia com igual intensidade. Um retrato fiel dos conflitos de jovens à margem da lei durante uma época de contestação social, conflitos raciais e revoluções criativas. Dos hippies ao hip-hop. De Tarantino à Armação Ilimitada. O cinema, os games, a música, a moda e a street art beberam dessa mesma fonte. É hora dos guerreiros originais reconquistarem seu território na cultura pop. Leia The Warriors e descubra por que esse romance, escrito há cinquenta anos, continua mais atual do que nunca.

Imagem retirada do site Sol Yurick
Sol Yurick tinha apenas 4 anos de idade quando a crise da bolsa de Nova York levou os Estados Unidos, e boa parte do mundo, à chamada Grande Depressão, em 1929. Ele serviu na Segunda Guerra Mundial e mais tarde trabalhou como assistente social. Para escrever seu romance de estreia, The Warriors, Yurick se inspirou no épico Anábase, de Xenofonte (Grécia, século III a.C.), além de suas próprias experiências nos guetos mais pobres de Nova York.
 Os Senhores dos Dinossauros

Paraíso é um mundo em expansão diversificada e muitas vezes brutal, criado pelos oito Criadores, que o usam para jogar seus jogos de paixão e poder. Homens, mulheres e animais vivem em Paraíso, porém dinossauros predominam: animais selvagens, monstros, bestas para carga de guerra. Colossais herbívoros como o Braquiossauro, aterrorizantes comedores de carne como Allosaurus, e o mais temido de todos, Tyrannosaurus Rex. Lagartos gigantes nadam em mares quentes. Aves (algumas com dentes) compartilham o céu com répteis voadores que variam desde o tamanho de um morcego a majestosos e mortais dragões.
Assim, mergulhamos no esplêndido e estranho mundo de Victor Milán em  Os Senhores dos Dinossauros, um lugar que para todos os efeitos lembra a Europa do século XIV com as suas rivalidades dinásticas, guerras religiosas e política bizantina ... exceto as armas de escolha que são dinossauros. Durante o curso de uma batalhas épica, o mercenário enigmático Senhor Karyl Bogomirsky é derrotado por traição e deixado para morrer. Ele acorda, nu, ferido e parcialmente sem memória, e embarca em uma viagem que vai agitar o seu mundo. (Tradução livre feita a partir do texto encontrado no site do autor http://victormilan.com/ .)

Imagem retirada da Amazon
Victor Milán nasceu em 1954 e já escreveu mais de 100 obras, onde alterna temas de fantasia medieval e ficção científica. Já escreveu livros da série Star Trek (From the Depths) e novelizações de franquias de jogos de RPG como Battletech, Forgoten Realms, Mechwarriors, The Cibernetic Samurai e The Cibernetic Shogun, esses últimos são livros que misturam o ciberpunk com a tradição dos samurais.  Milán também participa da série Wild Cards (informações retiradas do site do autor).

Ufa! Só tem coisa boa vindo por aí. Agora é arranjar um lugarzinho na estante pra essas maravilhas.

25 julho, 2015

As Faces da Luz de Tatiane Durães

Livro - As Faces da Luz - volume 1 da Trilogia Arcantatys
Autora - Tatiane Durães
Editora - Catavento - 452 pgs

O livro é o primeiro de uma trilogia. 
Tayara, uma jovem de 21 anos, mora com sua mãe em um sítio dentro de uma reserva ambiental. Ela é vocalista de uma banda formada com algumas amigas, e como várias outras jovens, tem uma vida bem agitada. Porém, um certo dia ela é praticamente forçada por um lobo a atravessar, junto com sua mãe um portal que a levará pra um mundo totalmente desconhecido: Arcantatys.

Chegando lá, ela vai descobrir um universo completamente mágico e diferente de tudo que conhecia até então. 

Elfos, bruxos, vampiros, lobisomens e outros tantos seres fantásticos habitam esse local. Lá, Tayara descobre que sua mãe é meio elfa e ela já foi uma bruxa em outra existência. Porém, não qualquer bruxa, mas uma extremamente poderosa e que lidava com o lado negro da magia, e que uma maldição a liga ao belo elfo Aodh. 

Em meio a aventuras, altas doses de fantasia e um punhado de romance, a personagem principal "cresce" diante dos nossos olhos.  Desde o início ela é forte e determinada, mas com o decorrer da narrativa ela se descobre e torna-se ainda mais poderosa. 

A leitura é bastante fluida, porém existem altos e baixos. Momentos onde é possível perder o fôlego e outros um pouco mais monótonos. Mas isso não é ruim, muito pelo contrário, traz mais emoção à leitura. Sem dúvida nenhuma, a autora bebeu na fonte de grandes escritores de fantasia, e é possível perceber isso no decorrer da história. 

A narrativa é em 1ª pessoa, contada pela Tayara, mas em certos momentos o rei de Arcantatys, Cedric, toma a palavra, o que é sempre muito bom. Ter a visão de mais de um personagem sobre os acontecimentos, sempre enriquece a história. 

Mesmo sendo uma história de fantasia existem alguns clichês, e na minha opinião isso tira um pouco do brilho da obra. Mas, só um pouco. E sem nunca esquecer, eu sou a "chata dos clichês". ¯\_(ツ)_/¯ E outra coisinha que me causou estranheza, foi o fato da Tayara e sua mãe entrarem em um portal, irem pra outro lugar totalmente diferente e tudo bem. Por mais que Arcantatys seja mágica, elas tinham toda uma vida em outro lugar, e com algumas exceções onde a protagonista imagina como estão as coisas na sua casa, e outro momento onde ela vai até lá, isso praticamente não é citado pela mãe dela. Mas é apenas o primeiro livro de uma trilogia, então ainda tem muita história pela frente.

A capa feita pela Marina Avila, é uma das mais bonitas que eu tenho. A diagramação também é muito boa, o livro tem páginas amarelas e orelhas. Existem alguns errinhos de revisão, mas eles não atrapalham o ritmo de leitura. No início de cada capítulo tem uma ilustração bem bacana.
Em resumo: é fantasia nacional da boa. Garante com certeza boas horas de diversão.

Valor do livro - no momento o livro só está disponível no formato e-book e pode ser encontrado na Amazon por R$ 5,99 (em pesquisa realizada no dia 25.07.2015), ou para leitura gratuita no Wattpad dos primeiros capítulos.

15 julho, 2015

Divulgação de contos da autora Raquel Machado

A autora Raquel Machado participou de uma oficina literária fantástica na cidade onde reside, ministrada pela Ana Julia Poletto. Inspirada pelos temas propostos criou os  contos: "Um Fio de Esperança" baseada no tema foi: "E se o seu maior medo virasse realidade?" e "Em Busca da Perfeição" no gênero terror/suspense. 

Os 2 estão disponibilizados YouTube e no Wattpad através dos links abaixo das imagens.

YouTube e Wattpad
YouTube e Wattpad



















Garantia de boa leitura!

                             

Divulgação da escritora Débora Falcão

Brasil em Prosa
A autora Débora Falcão está participando do concurso literário promovido pelas empresas Amazon, Samsung e O Globo, Brasil em Prosa, com o conto "Pálido Sonho".

Pálido Sonho



 
"Uma margarida. Bem-me-quer, mal-me-quer, bem-me-quer. Ela tinha um sonho... um sonho pálido como as brancas nuvens que vinham lhe visitar todos os dias... um sonho lindo que entrava como a luz da alva manhã através de sua janela. E a margarida era sua companheira diária... Um conto de coisas belas e brancas lançando um olhar suave sobre um raro momento da vida de uma doce jovem cheia de sonhos."










O conto está sendo comercializado pela Amazon, no link abaixo da imagem, pelo valor de R$ 1,99. E sempre é bom lembrar que não é necessário ter o Kindle pra leitura. Basta ter o aplicativo em qualquer equipamento e aproveitar. 

04 julho, 2015

A mulher invisível

Livro - O Sumiço de Beatriz
Autora - Carolina Matsuo 
E-book - 273 pgs 

Beatriz, uma renomada estilista e ganhadora de diversos prêmios como maquiadora e figurinista, está em um cativeiro junto sua tia Giselda e o pesquisador Yaacov Baum. Beatriz consegue fugir, mas o pesquisador é ferido e sua tia é dada como morta.

Ela vai a procura de seu grande amigo Tomaz, mas antes que conte o que está acontecendo, é mais uma vez perseguida e precisa fugir.

Ele fica preocupado com a atitude da amiga e decide investigar o que está acontecendo. Mas antes que perceba já está envolvido em uma trama de intrigas e corrupção envolvendo petrolíferas, as FARC, militares e políticos. Qualquer coisa que diga além disso, pode ser spoiller.

Nas primeiras páginas o livro já te prende a atenção com uma excelente narrativa de perseguição e fuga, digna de um filme de ação. O livro conta com uma mistura de realidade e ficção, mas os fatos fictícios são narrados tão bem, que é difícil acreditar que aquilo não aconteceu. 

Existem ápices e momentos mais brandos durante a leitura, porém em nenhum momento ela é monótona, muito pelo contrário, é envolvente até o fim. Não há como não comentar sobre os personagens secundários. Aqui, todos desenvolvem um importante papel e mesmo os menos desenvolvidos são carismáticos. 

Eu li o livro no app do Kindle, e a diagramação é muito boa. Existem alguns pouquíssimos erros de revisão, que não prejudicam em nada o ritmo da leitura. A arte da capa, de Gonçalves Magalhães, é fantástica! 

Em resumo: adorei o livro. É uma ficção com ação do início ao fim, e em certos momentos é possível perder o fôlego. Leitura nacional da mais alta qualidade.