23 novembro, 2015

Procura-se da Giovanna Vaccaro

Livro - Procura-se
Autora - Giovanna Vaccaro
Editora - Talentos da Literatura Brasileira - 198 pgs

Ariane é uma adolescente que tem um problema crônico no coração. Por isso tem algumas restrições, e sempre anda com uma remédio que chama de "salvador" consigo. Com o tempo o problema se agrava, sendo necessário um transplante pra salvar sua vida.

Em meio a tudo isso ela encontra Miles, um garoto novo na escola que atrai sua atenção, e logo se tornará seu grande amor. Juntos eles tentarão encontrar uma saída pra eternizar os momentos que lhes restam.

Bom, senta que lá vem história...

É um YA bem clássico. Pra quem gosta do gênero é uma boa pedida. O livro é de rápida leitura e acessível a todos os públicos. Porém, eu encontrei diversos problemas. Vamos começar pelos que achei mais "leves".

O livro tem uma diagramação muito boa, mas inúmeros problemas de revisão, que vão desde erros ortográficos até algumas frases sem muito sentido, ou com várias palavras repetidas na mesma.

"O namoro logo terminou, pois explicar o porquê?"
pg 13

"Medo de ficar ainda mais dias de castigos."
pg 56

"... Eu ainda não conseguia acreditar naquilo. Como aquilo poderia acontecer? ...  melhor pessoa ...Como aquilo poderia conhecer?"
pg 104
  
Eu entendo que a escritora quis dar ênfase a um fato ocorrido, mas pode-se usar outras palavras pra dizer a mesma coisa. Não sou linguista, ou coisa que o valha, mas algumas frases me soaram muito estranhas. O lado bom é que tudo isso pode ser resolvido com uma boa revisão e não atrapalhou no entendimento do texto.

Segundo ponto. Muitas passagens me lembraram demais o livro "A Culpa é das Estrelas". Não irei citá-las pra não dar spoiller nem de uma obra nem de outra. Mas, foi quase impossível não perceber esses pontos e fazer a ligação. Não acredito que tenha sido proposital, afinal como um escritor disse um dia desses "as ideias estão no ar, e muitas pessoas podem ter a mesma". Mas isso não me agradou.

E pra terminar, o que achei mais grave de tudo foi o final. Ele é inverossímil ao extremo, pra dizer o mínimo. Eu sou leitora de fantasia e terror desde muito nova, então estou acostumada a ler sobre coisas que não existem, e acreditar nelas. Mesmo o meu cérebro me dizendo que aquilo não existe, o autor me convence do contrário. Mas, o que acontece aqui é que a escritora trata de algo que existe, mas de uma maneira que não me convenceu em nenhum momento. Além de não ser totalmente explicado como o fato ocorre, ele não seria possível legalmente. Infelizmente, não posso dizer ao que se refere, pois é o final da história.

Mas existem coisas bem legais também. Na maioria dos finais de capítulo tem um quote bem bacana, que remete à superação.

"Ou você intimida o mundo ou o mundo intimida você. essa é a razão da vida."
pg 97

"... todos os caminhos estão errados quando você não sabe aonde quer chegar."
pg 108



A edição é caprichada. A capa de Dimitry Uziel é simples, porém atraente. Tem páginas amarelas, orelhas e no início de cada capítulo e sempre que troca o cenário ou assunto, tem um ilustração. No final do livro tem uma playlist com várias músicas pra ouvir durante a leitura.


É o primeiro livro da escritora e ela é muito jovem ainda, mas tem talento. Com o tempo e mais experiência, com certeza nos apreciará com excelentes histórias. Vale a pena acompanhar sua carreira. 

Compre na Amazon

26 comentários:

  1. Também não é o estilo de livro que me agrada, mas acho esse um tema bacana de ser abordado, dá aquela força para você continuar seguindo em frente, porque tudo é uma superação. Achei a edição muito fofinha, ficou uma graça! E espero que esta seja a primeira de muitas outras obras dela. :)

    ResponderExcluir
  2. Quando você começou a resenhar a primeira coisa que veio na minha cabeça justamente foi A Culpa é das Estrelas e olha que eu nem tinha chego ainda na sua comparação!
    Sinceramente é um livro que não me despertou interesse.
    Um abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  3. Oi,

    Eu gostaria de dar uma chance para a escritora. Afinal, o primeiro livro é igual o primeiro beijo: gostoso mas inexperiente. A história me agrada. Vou tentar lê-lo.
    Beijos
    Juci Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu tenho esse livro e achei a mesma coisa que você, eu até gostei muito da história mas com o passar do tempo eu fui percebendo coisas que me desagradaram, até reli pra ver se minha memória estava certa, na segunda vez que eu li já não gostei tanto assim do livro, acho que a autora ainda tem um longo caminho pela frente e pode, com certeza, vir a melhorar. Não que o livro seja ruim, não é isso, é um livro bonitinho e para um público certo.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, olhei comprido pra ele na prateleira mas agora desanimei. Particularmente já não gosto do estilo, John Green não me interessa e algo parecido com ele então já me dá arrepios. Vou pro próximo :( agradecida ao extremo! haha

    ResponderExcluir
  6. Ola Lindona a premissa em si já não me chamou atenção, faltou algo na premissa para prender o leitor. Lendo os pontos negativos da resenha desanimei, ainda mais com um final que não te convenceu e ainda mais estamos falando de fatos reais e devem ser bem estudados antes de serem escritos, pois perdem toda a credibilidade da escrita. Dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Olha, dificilmente eu leria esse livro. Primeiramente, por conta dos erros, eles me incomodam muito e, em segundo lugar, por um final que não é plausível. Como leitora também tento aceitar muitas coisas que minha mente consideram inexistentes, mas algumas são impossíveis.
    Gostei muito da sua resenha e da forma como você falou do livro. Mas, infelizmente, não leria :(
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Hehe, que legal! nunca tinha visto um livro cujo nome da protagonista fosse o meu (Ariane) hehe.
    Não sei se leria o livro, pois não faz muito meu estilo, gostei bastante da sua forma de vista e detalhes na resenha.

    Beijos
    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nelmaliana!
    Eu sou fã do gênero YA, tenho vários aqui na minha estante, mas pelos pontos negativos que você ressaltou, essa leitura, para mim, não seria tão agradável. Tenho um graaande problema com erros gramaticais em um livro, realmente eles me incomodam bastante. Outro ponto, é a verossimilhança. O autor tem que saber convencer, fazer com que o leitor entre tão de cabeça na estória e comece duvidar da própria realidade. Como a autora ainda é jovem, acredito que logo ela aprenderá os macetes e estará nos brindando com belas estórias.

    Beijos!

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá, Nelmaliana.
    Eu até que estava interessada na história, por causa da sinopse. Mesmo não gostando muito do gênero, eu ia dar uma chance. Mas depois que li sobre os erros de revisão e principalmente sobre ser parecido com A culpa é das estrelas, que eu não gostei, mudei de ideia e acho que não lerei ele.

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Não conhecia esse livro, e a história até me deixou curiosa, mas ver as repetições e frases sem sentido me decepcionou legal. Estou cansada de livros com erros ortográficos e afins, já li tantos desleixados assim *-* Ver que o livro tem poucas páginas também me desanimou um pouco.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Sabe, pela sinopse eu estava bem interessada, mesmo não sendo um gênero que eu goste...mas olha, ler qualquer coisa com erro ortográfico ou de concordância me dá nos nervos...então meio que desanimei da leitura!!!

    Eu não gosto de leituras que tratem de doenças, dramas, essas coisas....hehe

    mas adorei tua resenha e tuas dicas! Tantos as positivas quanto as negativas!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi!!!
    Já aconteceu comigo de estar lendo um livro e achar que já tinha lido, mas no fim são idéias parecida. Acho o máximo quando a edição tem alguma ilustrações, acho que dá um charme maior. Tenho visto alguns autores colocarem playlist para acompanhar a leitura que é super legal; pois amo música.

    Parabéns pela resenha.

    Abraços Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  14. Oie Nelmaliana!!!
    Assim q li a frase na sinopse "Juntos eles tentarão encontrar uma saída pra eternizar os momentos que lhes restam.", na hora me veio à cabeça A culpa é das estrelas. Logo depois vc confirma minha suspeita... rsrsrsr
    O que mais me desanimou com a história foi você ter levantado que o final não foi bom, então acredito que não seria um livro que leria por agora. Final ruim realmente me desanima muito!
    Achei bacana a ideia das ilustrações, acredito que valorizam a edição.
    Bjo

    ResponderExcluir
  15. Que pena que teve esses errinhos, e o final deixou a desejar. Eu também não me importo de ter coisas que não existam, mas realmente aquilo tem que ser algo que me convença. Não fiquei muito pilhada de ler a obra, mas se um dia tiver oportunidade farei mesmo assim.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho visto muita gente comentado bem desse livro.
    Lá no meu blog ele já foi resenhado e minha colaboradora gostou.
    Mas eu ainda não tive a chance. Espero poder ler para conhecer o livro da autora, porque
    estou precisando mudar um pouco os meus gêneros sabe? Mas assim que puder farei isso.
    Adorei seu ponto de vista. Parabéns, porque sua resenha ficou muito bem escrita amiga =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-guerra-dos-fae-as-criancas.html

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    A capa deste livro apesar de simples é atrativa, por este motivo eu quis ler. Mas lendo sua resenha eu fiquei com um pé atrás. Eu sabia que a autora era muito jovem, mas os comentários que li eram bons, o seu é o primeiro negativo que vejo. E fiquei um pouco receosa com a leitura.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, flor.
    Achei sua resenha bastante sincera e educada. Parabéns. Eu desejo ler esse livro, porque gosto de sick-lits, mas confesso que temo finais inverossímeis. Para mim, essas incoerências com a realidade são frustrantes. É função do revisor questionar tais desenvolvimentos, assim como é função dele evitar repetições de palavras ou frases sem sentido. Sinto-me triste quando percebo que um colega não desempenhou adequadamente o seu papel… Digo isso porque sou revisora profissionalmente.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro e nem a autora e uma das ilustrações se parece demais com uma tatuagem que eu quero fazer, isso me deu vontade de ler. Achei sua resenha bem profissional, importante deixar sua opinião e você enfatizar o que de fato não te agradou. Ainda assim, quero ler!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Adorei sua resenha, achei muito honesta e prezo muito por isso! Fiquei assustada até rs. Que pena que o livro foi publicado assim. Será que não passou por revisão antes? :( Esse tipo de final também acaba comigo, tomo até nojo da história hehe

    ResponderExcluir
  21. Oieeee, adorei a resenha, super sincera com seu ponto de vista.
    Suas afirmações são bem perceptíveis quando se lê o livro.
    A Giovanna è parceira do meu blog, e quando eu li e resenhei o livro eu estava na vibe de ler romance, preparada para estilo John Green, então me envolvi com a leitura e gostei.
    Ela tem uma forma de escrever bem própria dela, mas com certeza pode amadurecer bastante ainda. Torcemos por isso!
    Confesso que vi alguns erros de ortografia mas os outros passou batido por mim.
    Parabéns pela resenha, a critica foi excelente e construtiva com certeza!!!

    Bjoss

    Thata Sena
    Blog Sena Cultural
    http://thatasenacultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Essa revisão poderia até não atrapalhar meu entendimento, mas atrapalharia minha leitura com certeza, não leria um livro nesse estado de forma alguma. É uma pena, porque o tema me atraiu. Mas o pior mesmo é o final inverossímil. Eu sou leitura assídua de fantasia também, e consigo acreditar em coisas que não existem, mas quando o livro é próximo à realidade e o final não convence (ou nem é possível, já que você citou o problema legal, a autora deveria ter pesquisado antes) aí é realmente bem difícil lidar com isso.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  23. Gostei do desenho do coração na capa, achei uma fofura! Não sou muito de ler YA, mas alguns até me chama a atenção. Olha, terrível quando tem inúmeros erros de revisão. Também fiquei confusa com algumas frases. Bom, não achei muito interessante a história, pra ser sincera. Acho que meio que estou saturada de meninas doentes e apaixonites.
    -Mari

    ResponderExcluir
  24. Acho tão chato quando a editora não se empenha nas edições dos livros, eu particularmente fico muito chateada com alguns erros e acho que muitas das vezes isso tira o brilho da história. Não conhecia o livro, mas achei a proposta interessante, porém por conta dos erros apontados e pela semelhança com Acede, pulo essa dica.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  25. Livros não revisados perfeitamente sempre atrapalham a leitura. Que pena!
    Não sei se eu curtiria a história,mas quem sabe!?

    ResponderExcluir
  26. Olá! Olha confesso que já não tinha me ligado muito na capa. e depois com a tua resenha vi que deixaria a leitura passar mesmo. Quem sabe um dia. Desejo sucesso pata a autora.
    Um abraço!

    ResponderExcluir