07 janeiro, 2016

Primeiras impressões - Beije Minha Bunda, Perfil de um Assassino de Clayton de la Vie

Livro - Beije Minha Bunda, Perfil de um Assassino
Autor - Clayton de la Vie
Editora - Percurso

Pietro Horn Bartzen e Mary Robinson formam um casal como tantos outros que existem por aí. Juntos há muitos anos, já não são mais os mesmos do início do relacionamento. Ele tornou-se um homem agressivo e amargo e ela, apenas aceita a situação e tenta contornar os problemas. Dessa relação nasceram 5 filhos, o mais velho levou o nome do pai: Pietro Stanley Bartzen Jr.

Ele foi uma criança com problemas de saúde além de sofrer bullying no colégio, mas sempre sonhou conquistar a admiração do pai. Pra sua infelicidade, além de todos os outros problemas, Pietro era constantemente agredido pelo pai. O pai nunca demonstrava nenhum tipo de afeto, absolutamente nada. Apenas palavras amargas e agressões.

Mesmo com todos esses percalços ele tem bons amigos, e um deles é Richard. Com o tempo, o que era só uma amizade torna-se algo muito maior, e Pietro percebe que está apaixonado por Rick, e o melhor de tudo, o sentimento é recíproco. Seguem-se dias mais amenos e felizes. E pela primeira vez o seu pai demonstra algo. Reconhecendo que ele se tornou um bom homem, presenteia-o com um carro, mas Pietro deve pagar as prestações. São tantas coisas ao mesmo tempo que ele se esquece do compromisso, e o pai confisca o carro. Quando consegue pegá-lo de volta, foge. Indo parar em Madre de La Torre e conseguindo um emprego em uma funerária.


Eu sempre digo que um livro prende a gente nas primeiras palavras. E aqui aconteceu exatamente isso.

O autor consegue descrever as personagens com poucas palavras, mas de tal maneira que é como se eu os conhecesse pessoalmente. O ambiente descrito é assustador e opressor. As situações pelas quais Pietro passa, são no mínimo indigestas.  Mas, Clayton consegue prender a atenção do leitor da primeira a última linha. Eu me senti de certa maneira mal quando lia as descrições de agressão, mas eu queria mais. Não que o protagonista fosse agredido, mas queria conhecer mais a história, saber mais dessa família, os reais motivos pra que essas coisas acontecessem.  Me peguei ansiosa em saber o que vinha pela frente,  ah... e como gosto disso.


Infelizmente, ainda não li a história inteira, mas por essas poucas páginas, posso dizer que é uma narrativa fluida e direta, o autor te conta a história como ela é, sem meias palavras. Outro ponto forte: eu me senti fazendo parte da história, sofri junto com o protagonista, senti a dor da mãe e o amor pelo amigo.

Sei que são apenas poucas páginas, mas como disse anteriormente: o livro pega a gente no início, e esse me pegou. Agora sigo em desespero até conhecer o restante da história.

Leia também o primeiro capítulo. 

16 comentários:

  1. Olá.
    Pelo título do livro, pensei que fosse uma comédia, mas dps vi que é totalmente diferente.
    Trata de temas fortes, desde a família complicada, agressões e até homossexualidade.
    É interessante, mas não sei se o leria agora. Tô numa onda de buscar livros de fantasia.
    Confesso que sua postagem me deixou intrigada cm o que levará até o fim de livro.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Oie, sinceramente desde muito pequena não gostava muito de palhaço, sempre achei que eles escondiam algo por trás daquele sorriso deles, e de fato esconde, talvez uma tristeza ou sei lá.
    Sei que no livro em questão é mais uma metáfora, mas pra bom entendedor meia palavra basta.
    Sinceramente esse gênero de livro, pego intercalado a outros gêneros, porque como já mencionei sou muito chorona e detesto agressão, seja qual for ela, talvez por algum trauma. Mas sendo sincera não leria esse livro, eu acho!

    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Nunca tinha ouvido falar desse autor nem desse livro..achei o título bem estranho..pra ser sincera não faz muito meu estilo não e nada no livro me chamou atenção..pela sua resenha fiquei com dó do protagonista de ter sofrido tanto nas mãos do pai. Minha única curiosidade era saber o motivo de tanto desprezo,fora isso nada mais me interessou.

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/01/resenha-perdida-carina-rissi.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Nelma,
    Nunca tinha ouvido falar do autor nem do livro, até agora.
    Estou encantada com a história e quer saber o motivo.
    É a realidade dos temas mencionado na obra, abuso doméstico, infância conturbada, a descoberta do primeiro amor e da sexualidade.
    Parece o tipo de livro perfeito pra mim, ainda mais depois de você falar que os temas foram bem trabalhados pelo autor.
    Você sabe quando um livro é bem escrito, quando o tema é forte e intenso e você não consegue parar de ler, quer consumir tudo de uma única vez.
    Vou anotar a dica.

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Eu ainda quero muito ler esse livro, infelizmente, não consegui ler as primeiras páginas e espero ler a obra completa em breve pois realmente parece ser um livro excelente, a princípio temos o impacto do título e da capa, mas pela sinopse e agora pelas tuas impressões, vejo que tem um enredo instigante e convidativo

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nelma,
    Ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro, mas compraria só pelo título, nossa! Eu simplesmente amei esse título!
    Durante a leitura, até eu fiquei ansiosa por saber mais sobre a família, o final e o motivo de tantas atitudes agressivas, claro que também fiquei curiosa em saber qual foi o efeito que toda essa situação causou no Jr. Adorei a resenha.
    Bjim!

    Tammy

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Confesso que de imediato, não é um livro que eu leria, achei a temática um pouco pesada, mas, após ler suas primeiras impressões e ver que você ficou presa à leitura e sentiu necessidade de mais, fiquei bastante curiosa.
    Espero que você conclua a leitura e goste.
    Vou aguardar sua resenha completa para tomar uma decisão.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!!!
    Título mais original e engraçado impossível, rsrs. Bom quando um livro nos fascina nas primeiras palavras; pois assim a leitura corre super bem e prazerosa. Depois de IT - A Coisa não confio em nenhum palhaço. Sua primeiras impressões foram positivas e espero que os restante do livro seja assim. Aguardando a resenha.

    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  10. Ola
    Posso dizer que nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mais, depois de ler sua resenha fiquei super animada com a possibilidade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi Nelmaliana,
    Eu já tinha ouvido falar do livro através do Facebook,
    mas ainda não tinha lido nada sobre ele e o título
    havia me soado bem apelativo, agora lendo a suas primeiras
    impressões da trama eu curti, é bem o tipo de leitura que me atrai.
    Adoraria poder lê-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o livro, mas lendo a sua resenha, fiquei bastante interessada, embora tenha me parecido um pouco pesado. Fiquei curiosa para saber o que acontece com esse jovem, tão desprezado pelo pai. Mas esse título, hein! Pra lá de estranho! Não deixe de nos passar as suas impressões assim que concluir a leitura. ;)

    Tatiana

    ResponderExcluir
  13. Sinceramente, o livro não me atraiu nem um pouco. Se tem algo que não me agrada são situações indigestas ou descrições de agressões. E esse negócio de palhaço assassino é algo que não chama a minha atenção, adoro palhaços e não quero passar a ter medo deles... hehe... Espero que consiga conhecer logo o restante da história e acabar com seu desespero! rs...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. Ooi,
    Não conhecia o livro, mas as cenas de violência são uma coisa que eu normalmente evito nos livros, muitas vezes não tenho estômago para elas. Vou aguardar uma resenha completa para ver se reavalio minha ideia.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  15. Adoro esses posts com primeiras impressões dos livros, nos dão uma ideia do está por vir, minha mãe sempre dizia a primeira impressão é abque fica. Bom, em relação a esse livro, não leria num primeiro momento, não curto livros com opressão, cenas de agressão, são fortes pra mim.
    Bem ousado esse autor colocar tantos elementos fortes na trama.

    Beijinhos
    http://viajandoentrecitacoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    É tão bom quando o livro nos prende logo no começo. Nos faz querer devora-lo.
    Eu amei a sua primeiras impressões. Mas não me agradou muito o tema, por isso acho que não leria. Quem sabe mude de ideia.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir