19 dezembro, 2015

Distopia de Kate Willians

Livro - Distopia
Autora - Kate Willians
Editora - Arwen - 318 pgs

O próprio título já nos dá ideia do que encontraremos aqui, uma distopia.

Como nas distopias em geral, a história acontece num futuro pós-apocalíptico. A narrativa nos é contada em terceira pessoa, e os fatos descritos ocorreram após o que eles chamam de Grande Guerra. Após esse evento, o que restou do mundo é dividido em Governantes e Governados. Os jovens Governados são recrutados aos 7 anos, onde saem de casa pra viverem e servirem ao Regimento, sob um regime militar extremamente duro e exigente. Lá, eles aprenderão a arte da guerra, a lutar, a se defender, manusear armas. Enfim, são treinados para serem soldados.

Nesse novo mundo existe um sistema muito parecido com as castas na Índia, onde se você é um Governante, sempre será Governante. Seus filhos ou descendentes próximos ocuparão o seu cargo no futuro, e o mesmo ocorre com os Governados. Independente de quem são, todos são oprimidos de alguma maneira, mas existe no ar um desejo por mudanças. E é nesse clima que conhecemos Laura, filha do Coronel do Norte, uma futura Governante e Thiago, um Governado que desde muito cedo teve que abrir mão de tudo em nome do Regimento.

Antes de mais nada, eu gostei do livro. Porém, encontrei alguns coisas me incomodaram um pouco.

Apesar de ser uma edição com uma parte gráfica muito bem caprichada, existem vários erros de revisão. Nenhum deles distorce o entendimento do texto ou prejudica na dinâmica do mesmo, mas existem.

Sou fã e muito de distopias, porém tenho percebido em várias das atuais um apelo romântico. Eu entendo isso. Sem dúvida, é um chamariz pro público jovem. As distopias clássicas, não focam nisso, talvez por esse motivo não atraiam tanto os jovens como as contemporâneas. E talvez eu já esteja um pouco velha e ranzinza demais. Mas eu queria loucamente saber mais sobre o mundo da história, os detalhes, e o foco fica mais nas personagens da Laura e do Thiago, que desde as primeiras páginas já sabemos que terão um romance. Não tenho nenhum problema com romances, mas não gosto de quando eles deixam de ser o pano de fundo para se tornarem o foco principal de uma história onde o  plot principal não é um romance.

Contracapa
Outra coisa, e essa realmente me desagradou absurdamente. O uso excessivo da ação "revirar os olhos". Não é o primeiro livro que eu vejo com esse problema, e como nos outros não me agrada nem um pouco. A ação de revirar os olhos remete a enfado, incômodo, tédio, chateação, saco cheio e por aí vai. Eu poderia citar mais um monte de sinônimos ou onomatopeias que indiquem essa ação. Se existe um vocabulário tão rico, por que não usá-lo em substituição em alguns momentos? Marquei todas as vezes que lia isso, e passou das 50. Em algumas páginas tinha 3, e por mais de uma vez, eram 2 ou mais personagens fazendo isso ao mesmo tempo. No final, até eu estava revirando os olhos.  

Início dos capítulos
Apesar de ser o primeiro livro da autora, a escritora dela é dinâmica, fluida e envolvente. Então, acredito que esses problemas possam ser facilmente resolvidos numa próxima edição.
 
Divisão das narrativas das personagens
Como já disse anteriormente, a parte gráfica do livro é algo fantástico. A capa é uma das mais lindas que já vi em uma edição nacional. O trabalho interno também é muito bom. Sempre no início dos capítulos temos uma ilustração, e no meio dele outra (ilustração) que remete a uma explosão, pra separar os momentos onde o foco muda de personagem. Dentro da maioria dos capítulos temos o que a autora chama de Interlúdio, que é quando a história dá um salto no tempo, e vamos direto pro passado. Esses momentos me agradaram demais, pois aí podíamos conhecer um pouco mais sobre a história de como o mundo se tornou o que é no momento.

Nesses momentos viajamos para o passado
Em resumo, o plot da história me agradou bastante, e apesar de alguns detalhes, gostei muito da leitura. As personagens são interessantes e de um modo geral carismáticas. Como primeira incursão no mundo da literatura a Kate está bem encaminhada. Sem dúvidas podemos esperar excelentes histórias no futuro. 

Compre na AmazonAmericanas | Submarino  

45 comentários:

  1. Olá!
    Até agora só tinha ouvido todo mundo falar bem desse livro e nenhuma resenha citava erros ou palavras desnecessariamente repetidas (o que me incomoda muito), então obrigada por fazer isso, gosto de sinceridade.
    Eu estava super animada para ler esse livro, mas agora desanimei um pouco. De repente me pareceu como as distopias comuns que já conhecemos...
    Beijo.

    Choque Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é boa, mas tem esses problemas. Mas isso é só minha opinião Luiza, pode ser que você não se incomode com essas coisas. Como disse, já tô meio velha, aí já viu, né?

      ;D

      Excluir
  2. Oie! Eu concordo bastante com você sobre essa parte do apelo romântico atual das distopias. Inclusive foi o que me fez desapegar de Jogos Vorazes, preferindo a tal "versão oriental" com muito mais sangue e menos açúcar. Devo ser velha e ranzinza feito você u_u

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha... essa foi boa Ana Carolina, bem-vinda ao clube das velhas ranzinzas.

      ;D

      Excluir
  3. Olá, Nelmaliana.
    Eu quero muito ler esse livro. Adoro livros de distopias e esse vem sendo bem elogiado. É uma pena que você encontrou tantos pontos que te incomodou no livro. Eu acho que tem gênero que não cabe ficar enrolando no romance, distopia, suspense, policial, tem vários gêneros que não precisa excluir o romance, mas ele tem que ser sútil. Mas ainda assim se der eu vou ler ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim menina. Como disse, sou meio cri-cri. A história é boa, vale a pena.

      ;D

      Excluir
  4. Faz muito tempo que quero conhecer a escrita da Kate, e acabei de adquirir esse livro. Fico triste por saber que Distopia tem esses problemas de revisão, é algo que normalmente me incomoda. Não é o primeiro livro dela não, ela lançou outro há alguns anos, acho que se chama Debaixo das minhas asas, espero que relancem. A presença do romance é algo que vai me agradar... rs... Espero conseguir ler logo!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. OIE,
    já comnecei a ler este livro, porém não estava na vez dele e acabei deixando de lado. Sua resenha me deixou um pouquinho mais curiosa e também com receios, pois andei pensando em tudo que vc falaou, pois os autores estão romantizando demais as coisas ao invés de focar na história para o qual o livro foi pensado.
    Acho que a depedencia de outra pessoa nesse mundo caótico acaba tomando muito das personagens, mas também queria que fosse apenas um fundo ou uma cnsequencia.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu não sou muito chegada a distopias e por isso o livro não chama minha atenção, acredito que um dia eu daria uma chance a ele, mas no momento eu não leria. Mas a sua resenha está muito cativante!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  7. Você desatacou justamente um ponto que eu já havia chamado atenção antes da obra ficar pronta, o uso excessivo da expressão revirar os olhos. Achei que seria revisado isso, já que as resenhas, nessa época, tinham por objetivo ver algumas questões mais técnicas e estruturas da obra.

    Outro dia eu abandonei um livro por causa dessa expressão. Me parece que é um problema de falta de vocabulários em escritores iniciantes.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa menina, eu acho que já é o quarto ou quinto livro que leio esse ano que usa esse termo, ao meu ver, de forma excessiva. Da 1ª vez passa, da 2ª ok, mas tem uma hora que cansa. Espera que seja resolvida pra uma próxima edição.
      ;D

      Excluir
  8. olá!

    Concordo muito com você quando você se refere a esse apelo romântico, eu já desisti das distopias jovens, sério mesmo, parece que o ``leque de criatividade´´ se esgotou. Gostei bastante da sua resenha.

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Conheci esse mês esse livro e logo de cara quis lê-lo. Sou apaixonada por distopias e essa parece ser ótima! Adorei a resenha e espero ler logo o livro :)
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    É a primeira vez que leio algum comentário sobre esse livro, onde desconhecia a sua publicação. Achei interessante a trama, até mesmo com os pontos negativos que apontou sobre a narrativa. Acredito que em uma próxima edição e até mesmo uma nov publicação, esses erros estarão corrigidos.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei bastante da trama, sou fã de distopias, então realmente me chamou a atenção. Li várias resenhas positivas, mas gostei de saber dos pontos negativos também, como no caso da repetição de palavras. rs Posso relevar, mas é um saquinho. :/
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. Oi
    Tudo bom?
    Nossa... repetição de expressões me tiram completamente do sério!
    Algum tempo atrás li um livro que a autora repetia constantemente 'nunca em toda minha vida'... Me traumatizou! Agora toda vez que leio isso em qualquer livro só lembro dela!
    Eu ando um pouco saturada de distopia, passou uma época onde várias foram lançadas e eu acabei lendo muitas, fiquei cansada. Mas essa parece ser bem interessante e com todos os elementos que eu gosto, inclusive a parte romântica =x
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito de distopias, só não gosto quando o foco muda e o romance se torna mais importante que outras coisas. Mas, isso é coisa minha. Eu sou traumatizada com "revirar os olhos".
      ;D

      Excluir
  13. Oi, tudo bem?
    Também não sou nenhum pouco fã de distopias que apelam para o lado romântico. Um certo uso do romance não é inaceitável, acho até que deixa a estória bacana. Mas quando é muito usado acho que tira o foco central do livro. Mas enfim, quando esse livro foi lançado, tive bastante interesse, até porque amo distopias. No entanto, não sei mais se leria hoje. Principalmente, porque me incomodo bastante com as coisas que você citou, logo me desanimei um pouco. Mas quem sabe mais para frente.

    Beijos,
    Andy!

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro e nem a autora, mas saber sobre esses problemas de revisão e sobre as repetições de palavra com certeza já seria algo que me incomodaria demais. Amo distopias mas por esses motivos não sei se me arriscaria a fazer essa leitura.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Apesar dos erros que você citou, eu me arriscaria na leitura. Curto distopias, apesar de já estar meio saturada do gênero, pois, como você pontuou, tem muito romance e pouca ação. E sobre revirar os olhos, vai ver a autora estava entediada ao escrever, por isso revirou tantas vezes hahaha

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oiie florzinha,

    Não conhecia esse livro e nem sou fã de distopia, sabe, tenho um tico de medo desses trem pós-apocalítico. E tem ainda tem erros de revisão, isso piora tudo né? Acho que vou deixar de passar essa dica, sou mais do gênero de romance. Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  17. esse é o problema que venho tendo com relação a distopias: tá havendo mais foco em romances que na distopia em si, e isso tbm me desagrada...
    eu tinha parceria com a autora, mas depois desanimei pra ler o livro, ainda bem que não cheguei a receber um exemplar... que chato o lance de 'revirar os olhos', cansativo demais, né???? =T

    ResponderExcluir
  18. Olá Nelma sua resenha está ótima destacando os prós e os contras do livro, e com certeza é o tipo de livro que leria, sobre o romance tbm acho meio desnecessário que ele seja inserido e acaba descaracterizando, mas esse livro me despertou a curiosidade.Bjkas

    ResponderExcluir
  19. Olá.
    Não sou muito fã de distopias, até agora li poucos livros com essa temática, sempre fico com um pouco de medo de ler e não gostar, ou às vezes, fico com um pouco de preguiça mesmo de ler kkkkk. Gostei bastante da sua resenha e quem sabe um pouco mais pra frente eu não leia.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Olá Nelmaliana, eu revirei os olhos com tanta revirada...kkkk
    Mas concordo que a capa é simplesmente linda e a diagramação parece estar muito boa.
    A Arwen ainda é uma editora jovem, mas vem se aperfeiçoando nesses detalhes.
    Por ser o primeiro livro da Kate acho que os outros virão em melhor revisão.
    Beijos ótima resenha, parabéns pela sinceridade.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  21. Eu pensava que não gostava de distopias, mas tô mudando de opnião.
    Já vi muita gente falando bem desse livro.
    Adoro a capa.
    Parabéns pela resenha.bj

    ResponderExcluir
  22. A cada dia gosto mais de distopias mas concordo que em algumas a apelação romântica já está afastando os leitores que preferem algo mais clássico. Eu já tinha visto esse livro pela blogsfera mas não tive a curiosidade despertada. Uma pena a revisão não ter sido tão detalhada, isso acaba prejudicando a credibilidade da editora. Mas que bom que a história vale a pena e que a narrativa é envolvente e fluida. Parabéns pela leitura.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  23. Oiee..
    Também gosto bastante de distopias, e concordo com.você em algumas tramas e em minha opinião principalmente as distopicas onde geralmente o fundo é rico e de grande capacidade de desenvolvento um romance não pode roubar a cena..
    Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Não simpatizo muito com o sistema de castas da Índia, mas o fato de ser uma distopia me agrada. Eu não gosto quando encontro problemas de revisão, pois acho que quem escreve, deve buscar um bom domínio da língua, já que é o seu material de trabalho. É como um cirurgião que não domina o bisturi. O exagero no uso da expressão "revirar os olhos", em detrimento de inúmeros sinônimos existentes também demonstra inabilidade no uso da linguagem. Embora a sua resenha seja excelente, muito bem escrita, e tenha me agradado muito ler, não me encorajou a ler a obra. Gostei muito da sinceridade na sua resenha!

    ResponderExcluir
  25. Hello!
    2015 para mim foi o ano das distopias, li algumas series e amei mto.
    O livro da Kate Willians foi bem divulgado e fiquei curiosa demais para conhecer.
    Achei a capa linda e a sinopse já nos deixa bem curiosa.
    Uma pena que a revisão tenha passado alguns erros, pelo menos nao atrapalha a compreensao da historia.
    Foi bom vc ressaltar o uso excessivo da expressao "revirar os olhos", eu ja tinha notado tb em outro livros e sempre penso se nao tinha outra coisa melhor para descrever o sentimento.
    Ainda quero ler, espero que eu goste.
    Beijos

    ♥ Blog Livros e Sushi ♥
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  26. Eu também não gosto quando o romance é o foco principal de uma história, sendo que poderia muito bem ser de segundo plano e focar em assuntos que enriqueceriam a trama, principalmente quando o gênero é Policial, Distopia ou Fantasia, compreendo que esse termo atraia mais leitores, e até serve para deixar o livro mais leve, mas as vezes acaba sendo tão forçado, que sufoca o leitor, pelo menos comigo, por isso até tenho evitado o gênero romance ultimante... Enfim, é uma pena que a história tenha esses pontos negativos, mas como é o primeiro livro da autora, é até compreensivo. Ainda tenho receio se lerei, mas gostei da dica. :)

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  27. Olá! também gosto de distopias carregadas de histórias, sem foco no romance. Elas me deixam curiosas e vou fundo. Este ano consegui ler algumas assim. Eu ainda não li este livro da Kate, mas li muitas resenhas positivas sobre o livro. Essa questão da repetição das palavras acho que me incomodaria um pouco também. Estou muito curiosa pelo livro. Beijinho!

    ResponderExcluir
  28. Oii!

    Sempre li ótimos elogios para obra e gostei da sua sinceridade. As vezes eu acho que os autores esquecem que da pra fazer livros sem romance. Ou que eles não precisam ser o centro da obra. Principalmente em uma Distopia. Tenho um professor que me atormenta a vida por causa das repetições de palavras e com isso fiquei muito chata. Pode parecer difícil mas é fácil repetir a ideia sem usar a mesma frase.

    Como disse, adorei sua sinceridade. Mas não leria

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  29. Oi
    Haha....não li a tua resenha...
    Só assim..."por cima"....
    Do participando do book tour e devo receber o livro logo.

    Mas dei uma passada de olhos e gostei do que li aqui.

    Tu me deixou super curiosa!
    Chega minha vez logoooo

    Bjssss

    ResponderExcluir
  30. Oi
    Haha....não li a tua resenha...
    Só assim..."por cima"....
    Do participando do book tour e devo receber o livro logo.

    Mas dei uma passada de olhos e gostei do que li aqui.

    Tu me deixou super curiosa!
    Chega minha vez logoooo

    Bjssss

    ResponderExcluir
  31. Olá.
    Tudo bom?
    Eu só li resenhas positivas desse livro e a sua acho que foi a única das que li, que não foram 100%, pois você nos apresentou os erros e o foco que deveria ser no meu entendimento sobre a quebra das castas, foi focado no romance.
    Gostei mesmo da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Adorei a resenha. Concordo com você, as distopias são realmente melhores quando o foco não é no romance. Claro que tem que ter, mas fica cansativo ficar só naquilo quando há tanto pra descobrir na história sobre o futuro...

    Achei lindo seu blog e já to seguindo!
    Virando Amor

    ResponderExcluir
  33. Oi,

    Eu também adoro distopias e o livro de estreia da autora, pela sua resenha, parece ser muito interessante. Torcendo para ela superar os deslizes e arrasar como escritora.

    Beijos,

    Juci Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Olá!
    Esse livro não chamou minha atenção em nada, fico até chateada de falar isso.
    Essa questão de revirar os olhos é irritante e ter mais de três na mesma página? Teria surtado (risos). A parte gráfica do livro está mesmo linda, mas não me fez querer ler :/
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Olá... tudo bem??
    Estou louca pela leitura deste livro... eu acho a capa linda, bem produzida e trabalhada... fiquei meio triste em saber da revisão, mas como vou demorar um pouco mais para comprar, espero que já esteja na segunda edição, vamos orar... bom com relação ao romance.. eu até gosto, quando a história é bem desenvolvida, mas confesso que a ação da distopia onde foca menos no romance me deixa mais vidrada... mais presa na trama e quando tem um final super bomba daqueles de deixar os cabelos em pé nem se fala rs... é uma pena que encontrou muitas ressalvas, mas quero ler para tirar as minhas próprias conclusões da trama... xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Oiiie
    Bela resenha, já ouvi falar do livro e parece ser muito bom, apesar de não ser meu gênero estou mega curiosa

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Oie, tudo bom?
    Gosto bastante de distopias e o que chamou minha atenção nesse caso foi a capa incrível que o livro tem. Não entendo essa necessidade que os autores distópicos tem em se prender aos romances, sendo que há um universo inteiro para explorar. Bom, mesmo com os erros de revisão, acredito que a história tenha potencial e espero ter a oportunidade de ler o livro.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Ola lindona eu como você adoro distopias e concordo que o foco não é o romance e sim detalhes do mundo criado, uma pena o livro ter expressões repetidas, mas pelo visto o enredo foi bem trabalhado assim como a diagramação, estou bem curiosa com esse livro, li muitos elogios a ele. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  39. Olá lindona, em primeiro lugar parabéns pela resenha! Soube destacar de forma precisa os prós e contras da obra e de forma indireta, até me deu sugestões de melhoria! ;) Muitos leitores falam o contrário do que você, dizem que o livro tem pouquíssimo romance e que queriam mais haha Mas foi bom conhecer o seu ponto de vista! Passaram alguns erros de escrita/revisão mesmo e estou tentando melhorar nos próximos trabalhos! Como uma das leitoras comentou acima, esse não é mesmo meu primeiro livro publicado! É o segundo, o primeiro foi com 17 anos, melhorei muito desde então e ainda tenho muito a acertar. A língua portuguesa está em contante evolução por isso acho que nunca devemos parar de buscar conhecimento. O uso repetitivo da expressão revirar de olhos foi um grande erro sim, a Nilda, uma das leitoras acima, realmente me alertou e eu e a revisora cortamos boa parte! Pena que ainda assim tenha gerado complicações haha Obrigada pela sua opinião!

    ResponderExcluir
  40. oi, tudo bem?
    eu gosto bastante de distopia, mas faz tempo que não leio uma.
    Eu também me incomodo quando o romance toma o foco principal, porque não era pra ser assim. Assim como você, entendo que o apelo romântico é importante para atrair leitores, mas não devia roubar a cena. Fazer o que?
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir